Ter 31/08 - Terceiro dia

Lá se foram sete horas de estrada e chegamos à casa da Edina (linda!!) em Goiania (GO) ás 2h30 da manhã do dia 31..nham...que soninho... Mas logo nos animamos e o abraço verdadeiro, forte e demorado fez compensar cada minuto de viagem até ali.

A Edina nos apresentou seu apartamento: quadros, enfeites, miniaturas..., quando percebemos a prosa se estendeu e só terminou às 4h30 quando prometemos acordar às 08h30 para aproveitarmos bem o dia.


Graças a uma ligação recebida pelo Jair às 9 horas, acordamos bem devagarzinho. Com rara disposição, o Vitor foi agitando e pentelhando logo cedo. Incorporou o DJ e mandou ver Karnak (Juvenar, Juvenar vem tirar o leite, são 6 horas da manhã), Tribalistas (bom dia comunidade...), Raul (a frieza do relógio não compete com a quentura do meu coração, coração que bate, 4x4 sem lógica e sem nenhuma razão), Teatro Mágico (camarada d'água), Marcio Araco (ciranda), Gonzaguinha (viver e não ter a vergonha de ser feliz...)



Enquanto isso, a anfitriã nos preparou um café da manhã completo com frutas, leite, chocolate, pão, frios, bolacha..hummmm; Jair foi aproveitando para lavar umas roupinhas e o Johnny e Deyse se perderam tentando mais uma vez arrumar as malas no Cuervo Blanco.

Já eram mais de 10h00 quando conseguimos sair pela arborizada e limpa Goiânia. A primeira parada foi numa farmácia, onde um senhor esbravejou com o Vitor pela porta do Cuervo ter encostado em seu carro, pois poderia ter danificado o carango alheio (além do nosso). Mas como nada aconteceu, seguimos adiante. No interior da farmácia, Johnny e Deyse foram tomados por uma vontade súbita de dançar forró e começaram a ensaiar alguns passinhos ainda na fila do caixa, ao som de “Facamolada”, quando uma discreta senhora de cabelo laranja parabenizava a disposição dos bailarinos e ainda exaltava o estilo exótico do Vitor.

Dali partimos para a Praça Cívica, guiados por nossa anfitriã que nos apresentou o palhaço, digo, palácio do governo, onde reside o governador e conhecemos o Monumento das Três Raças (ninguém ouviu um soluçar de dor num canto do Brasil).


Monumento das Tres Raças - Praça Civica, Goiania/GO

A próxima parada foi no Bosque dos Buritis, um singelo e belo lugar repleto de atrações, entre elas: um lago com garças e patos e um museu onde prestigiamos as xilogravuras de Heliana de Almeida (Amanda, enviaremos um catálogo bem interessante pra você), além do artista Resa que trata de forma surpreendente o tema violência e sagrado.

Bosque dos Buritis, Goiania/GO

Já fora do museu, fomos presenteados pela natureza e pelo chafariz do centro do lago, quando um vento generoso borrifou em nossos corpos uma água fresca naquele calorão de Goiânia.









A Deyse então foi dirigindo até o mercadão municipal, e até ouviu uns: ..."barbeiraaaaaaaaaaa" só por que avançou um farol vermelho...

Estacionamos El Blanco por R$2,00 e nos deliciamos com as apimentadas e famosas empadas do seu Alberto no Mercado Municipal. Em seu quiosque pudemos encontrar fotos de celebridades como Fernanda Montenegro, Bibi Ferreira, Paulo Torres... Além disso, nos corredores encontramos diversas peças artesanais e outras gostosuras locais que provocaram nossas lombrigas.

O próximo passo foi tomar um açaí na Estação do Açaí (o que não podia faltar em Goiânia, rs). Mas antes de entrarmos, um rapazote com um sorrisinho maroto encostou no Vitor e disse euforicamente :"lindo hein....". O Vitor negou, mas achamos que ele por pouco não pediu o telefone do rapaz... hehe





Açaí tomado, lá fomos nós pra Casa da Juventude (CAJU). E essa parte é muito difícil descrever de forma pouco apaixonada, lembro de uma partilha do Jair que disse que aprendeu em certo curso que “toda experiência de vida é única e intransferível”!

Enquanto conhecíamos as instalações da casa íamos cumprimentando o Roberto da portaria, a Dalila, o Ricardo, o Daniel (mestre mais fresco de Goiânia hehe, é que ele acabara de ser aprovado na banca avaliadora), Maria e Vilma, Pe. Geraldo (que parou seus afazeres pra nos recepcionar de forma calorosa), Nil e Jenifer, Kelly (responsável pelos projetos financeiros), Alessandra, Marcelo, PC e Wesley (jovens colaboradores e cheios de talentos), Eumira (arte), Lourival, Eduardo (psicólogo social que o Vitor havia conhecido no Fórum Social Mundial de Belém), o povo da Cerrado Assessoria Jurídica Popular, dona Raimunda e Carmem Lucia (serviços gerais), Débora (menina tão especial, tão querida do abraço acolhedor) e a também simpática e atenciosa Gardene (nossa nova parceirinha).

Na CAJU pudemos consertar o cabo de energia do note do Johnny, acertar nossa estadia com a Fran em Porto Velho (RO), readaptar nosso trajeto, enquanto o Vitor conferia as fotos que o Lourival havia tirado no casamento da Quel e do Quim.



Nessas horas que passamos pela Casa percebemos que é realmente uma casa DA juventude, onde o carinho, o compromisso e a dedicação que cada um tem com a causa, estimula todas as pessoas ao redor a entrar nesse sonho de colaborar com a construção de outro mundo, o da civilização do amor. Sentimos o espaço repleto de harmonia, ambiente acolhedor sem deixar de destacar que encontramos colaboradores/voluntários em quase todos os espaços e atividades da casa. Essas horas na CAJU também nos proporcionaram uma experiência real de rede de relações.

No fim da noite rimos bastante na companhia de Kelly, Alessandra, Marcelo e Edina, com a oportunidade de ouvir o Jair contando suas aventuras pelo Paraguai e voltamos para casa com a sensação de ter aproveitado o dia de forma muito especial!



p.s.: Edina, nós não queremos atrapalhar vc, tá certo que chegamos às 2h30 da manhã na sua casa, filamos lanche, café da manhã, te alugamos a manhã inteira, fizemos vc perder 3 reuniões, e de novo banho, teto, lanche...mas nós não queremos te atrapalhar. 

Próxima parada: Cuiabá/MT

Comentem!!!!

Axé!!

Read Users' Comments (1)comentários

1 Response to "Ter 31/08 - Terceiro dia"

  1. tatazinha, on 3 de setembro de 2010 17:43 said:

    Ooooi galerinha td bm com vcs??

    adoro museu de arte !!! :D
    lindo o Monumento das Tres Raças
    apesar das "queimadas", estou adorando
    acompanhar a aventura de vcs!!!

    Hummmmmmmm açai é bom de mais !!

    que coisa feia rsrsrs deixaram a Deyse dirigindo
    e cairam no sono ne ? rsrsrs
    isso é preconseito chamarem
    a Deyse de "barbeiraaaaaaaaaaa " rsrsrs
    só por que passou o farol vermelho!rsrsrs
    não a nada de mais :P rsrs

    Heeeeee vitor não vai tente fazer o El Cuervo botar um ovo em, rsrsrs
    mais quem sabe ele voa rsrs!
    beijao ate a procima !!
    axé

Postar um comentário

Entrou na roda com a gente

Girando pelo mundo...